Disney, Disneyland Paris

Disneyland Paris

Olá viajantes! Hoje vou falar sobre um assunto que amo muito: Disney! Mas a Disney que falarei hoje é uma Disney très chic, très belle, très magnifique, A Disneyland Paris.

Para Mickeyras como eu, é impensável ir à qualquer lugar do globo terrestre que tenha um parque Disney perto é não dar um pulinho para dar um beijo no Mickey.

Para o post não ficar enoooorme, vou dividir o assunto Disneyland Paris em 4 posts. Hoje falarei de uma maneira geral e darei algumas dicas comuns aos parques. Depois vamos dedicar um post para cada parque e um ao complexo de compras e alimentação.

Conhecendo o complexo Disneyland Paris

Sei que para quem conhece as “Disneys” de Orlando e da Califórnia, a comparação é inevitável. Parece óbvio o que vou dizer, mas tenha em mente uma coisa: Disneyland Paris NÃO é Walt Disney World, o complexo de Orlando, e nem o da Califórnia. Portanto, esqueça as comparações e mergulhe nesse mundo mágico!

O complexo, antigamente, era chamada de Euro Disney mas hoje atende pelo nome de Disneyland Paris e é formada por dois parques, o Parc Disneyland e o Walt Disney Studios Parc; além de 7 hotéis, um complexo de compras e alimentação, um campo de golfe, uma pista de patinação e dois centros de convenções.

O Parc Disneyland é o parque mais antigo. Inaugurado em 12 de abril de 1992 pode ser equiparado ao Magic Kingdom em Orlando e ao Disneyland Park na California. É o “parque” do castelo, nesse caso, o castelo da Bela Adormecida.

O Segundo parque, o Walt Disney Studios Parc, foi inaugurado bem depois, em 2002. Esse parque pode ser comparado ao Hollywood Studios de Orlando.

Assim que você chega, passa pela inspeção de bagagem e RX, para depois escolher qual parque ir.

O que esperar do complexo Disneyland Paris

Como disse anteriormente, a primeira coisa a fazer é abrir seu coração, esquecer as comparações e mergulhar na magia, dessa forma a diversão vai ser garantida!

Existem atrações/rides conhecidas de quem já foi aos outros parques e outras exclusivas. Mas tenha em mente, que ter a mesma atração, não signica que a atração seja igual. Por isso, vale a pena ir! Algumas são bem semelhantes, outras totalmente diferentes, então vá nem que seja para poder comparar depois.

Mas então, vale a pena ir ou não?

Já vimos vários comentários ruins sobre a Disneyland Paris, sobretudo o tamanho do parque, que é bem menor que o Magic Kingdom de Orlando. Mas com o diz o ditado, tamanho não é documento, dessa forma, atesto que a Disneyland Paris é um parque muito legal. Talvez perca um pouco no quesito magia, mas compensa pela beleza.

Então… Vale ou não vale? Bom, se você não estiver com crianças, não for fã, e tiver poucos dias na cidade, não vale. Mas caso ame como eu, esteja com crianças (ou não!) ou tenha tempo, vá! Em uma viagem de sete dias já é perfeitamente possível reservar pelo menos um dia para este passeio e assim unir o útil ao agradável.

Para mim, visitar Disneyland Paris, é ítem obrigatório no roteiro de Paris.

O que é melhor, ir no verão ou no inverno?

Bom, como tudo na vida, os dois têm seus pontos positivos e negativos.

Ir no verão pode ser considerado por uns, uma roubada. Isso porque como todos os pontos turísticos no verão, os parques vão estar cheios. Cheios mesmo.

O grande problema é que como os parques são pequenos a chance deles ficarem muvucados é beeem grande.

Caso queiram ir no verão, reserve pelo menos 2 dias para visitar os parques. Considerem ficar hospedados no complexo ou na região.

Já no inverno é mais tranquilo, os parques estão mais vazios, podendo dessa forma, serem feitos em apenas 1 dia. Só cheguem cedo! O que pega é o frio (óbvio né, Daniela!). A região onde o parque é localizada é mais fria que Paris, então mesmo que não esteja tão frio em Paris, vá preparada. Até porque, você sairá do parque à noite, e a temperatura cai bastante! Mas como amo inverno, esse não é um problema para mim.

O frio estava tanto que acabei comprando esse gorro fofíneo, já que tinha esquecido o meu no hotel.

Como chegar no complexo Disneyland Paris

Situado a pouco mais de trinta quilômetros de Paris, na cidade Marne – la – Vallée, a versão francesa da Disney apresenta a maior parte das principais atrações presentes nos parques norte-americanos e não deixa a desejar em relação a eles.

O acesso é fácil e podemos ir de trem RER A, carro, ônibus de turismo ou ônibus que saem direto do aeroporto.

Carro

Alugar um carro pode ser uma opção a se considerar. As estradas são bem sinalizadas, basta sair do centro de Paris e seguir rumo à cidade de Marne-la-Vallée. Além do conforto e a garantia de viajar sentado, o lado bom em escolher esta opção está na possibilidade de ir e voltar quando desejar e ficar até o fechamento do parque. O lado ruim pode ser o trânsito habitual de uma grande cidade, além da tensão de dirigir num local desconhecido cujas regras nem sempre são muito claras. E, claro, o fato de que estacionar em Paris não é das tarefas mais fáceis. Então minha sugestão é alugar o carro somente no momento que forem para Marne, se essa for sua opção.

Transporte público – metrô e trem

Outra opção (a que preferimos, principalmente se for um “bate e volta”) é o transporte público. Usar metrô em Paris é fácil e rápido. E é super fácil chegar em Marne – la – Valée, basta seguir o Mickey!

Para chegar na Disney, é só pegar o metrô na estação mais próxima do seu hotel e ir para as estações do RER A (tal como a Gare de Lyon) de onde saem os trens RER A4 diretos até a estação Marne-la-Vallée em uma viagem de aproximadamente 45 minutos (somente a viagem de trem. Contabilize o metro até chegar em uma estação do RER). A estação de desembarque é na portaria de acesso ao parque. A gente sai praticamente dentro do parque!

É muito fácil chegar de metrô, tudo é bem sinalizado. Basta seguir o Mickey!
Continue seguindo o Mickey que você chega lá!
A estação sai dentro do Disney Village, o Disney Springs de lá.

O lado bom de fazer esta escolha está na facilidade de acesso, segurança, preço bom e horários flexíveis. Por falar em horário, faço um alerta! Prestem atenção no horário! O último trem sai do parque às 23h. O lado ruim fica por conta do desconforto, pois em certos horários o trem é bem cheio, pode ser que tenha que fazer sua viagem em pé, o que é bem  cansativo após um dia inteiro de andança pelo parque.

Com relação aos passes de transporte, farei um post depois contando tudo para vocês.

Ao optar por transporte público, fique atento apenas se na cidade não há um clima de greve, pois os metroviários são uns dos primeiros a aderirem.

Existe ainda um serviço de ônibus da Disney que faz transporte direto do Aeroporto (Orly e Charles de Gaule) até o parque chamado Magical Shuttle. Nunca utilizamos esse serviço para poder dar uma opinião mais consistente. Mas ela pode ser útil para quem fica hospedado no complexo.

Dicas da Dani para aproveitar os parques

Ingressos físicos

Fast Pass

  • O Fast Pass, sistema de fura fila dos parques Disney, assim como na Califórnia é de papel. Para quem não sabe como funciona, na entrada da atração tem máquinas onde o ticket de entrada deve ser colocado e retirado então, um passe de papel com o horário de retorno. Esse passe é o Fast Pass. Basta voltar à atração na hora indicada. Além da hora de retorno, no passe estará indicado também a hora que outro Fast Pass poderá ser retirado. NÃO ESQUEÇA de pegar seu ticket de entrada de volta!
  • Na entrada da atração você vai ver a fila própria para quem tem o Fast Pass. Basta se dirigir a ela com o passe na mão, na hora indicada.

1 ou 2 dias

  • Caso esteja na alta temporada ou esteja com criança pequena, recomendo fazer os parques em dois dias. Apesar dos parques serem pequenos, eles estarão cheios e muvucados. Então, o melhor é fazer um parque por dia para não ficar corrido.
  • Se puderem escolher deixem para visitar os parques durante a semana. Evitem os finais de semana.
  • Os parques ficam cerca de 1hora e meia de Paris (dependendo de onde vocês estiverem hospedados), então se optarem por fazer os parques em dois dias, optem ficar hospedados no complexo ou nos arredores.

Como chegar

  • É super fácil chegar de trem nos parques, a estação é praticamente dentro do complexo, mas caso estejam indo direto do Aeroporto com crianças pequenas e muitas malas, recomendo irem de táxi ou usar o transporte oferecido pela Disney que sai direto do aeroporto. A grande maioria das estações não tem elevador e subir de escadas carregando malas e crianças não é tarefa para as férias!
  • Um outra opção, se vocês forem direto do aeroporto, é alugar um carro. Mas fiquem atentos que em Paris carro pode ser um problema. Então, vale a pena devolver quando saírem de Marne – la – Valée.
  • Caso resolvam alugar um carro, anotar em algum local, ou tirar uma foto, do nome da placa do lugar onde estacionou o carro (Ex:Donald – I-27)

Ingressos

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Inkede-ticket-disney-Paris_LI-575x1024.jpg
E-ticket comprado pelo site
  • Dê uma olhada no site, pois costuma ter promoções e preços especiais
  • Eles tem o Sistema de Photopass como em Orlando, mas sinceramente não sei se vale a pena… São poucos fotógrafos, então de repente vale mais apena comprar alguma foto que tenham gostado individualmente.

Dicas comuns para todos os parques

  • Não esquecer de pegar os mapas na entrada de cada parque, inclusive o folheto chamado “Times Guide”, que informa os horários de todos os shows, horários de funcionamento de restaurantes, e outras informações.
  • Sempre leve água, alguns snacks (industrializados ou em pequenas porções) e uma troca de roupa para os parques (para trocar depois de ir nas atrações que molham).
  • Leve protetor solar e boné.
  • Leve uma capa de chuva (ou compre nos parques) para os parques, pois podem ter atrações que molham, além do risco de chuva.
  • Levar uma caneta mais grossa para pedir autógrafos aos personagens, fica mais fácil na hora que eles forem assinar.
  • Tire uma foto dos seus ingressos, pois caso os perca, facilita para conseguir uma “segunda via”.
  • Levar um casaco para usar em estabelecimentos e atrações que possuam ar condicionado muito forte.
  • Se tiver reservas de refeições, não esqueçer de levar:

NÚMERO DA RESERVA + CARTÃO DE CRÉDITO QUE USOU PARA FAZER A RESERVA + DOCUMENTO COM FOTO

Não esqueça!

A Disney tem dress code, ou seja, não pode ir com qualquer roupa. Verifique no site o que é permitido.

Ah, pau de selfie também não pode! E não adianta esconder, todos têm que passar pela verificação de bagagem e RX na entrada.

Dicas anotadas? Então aguardem os próximos posts!

Viaje com tranquilidade, não esqueça seu seguro viagem! Cote aqui com 10% de desconto.

Beijos!!!

Please follow and like us:
error

(1) Comment

  1. […] disse no post anterior, o Disneyland Parc foi inaugurado em 12 de abril de 1992 e celebrou ano passado seus 25 anos . Este […]

Alguma dúvida? Elogio? Deixe seu comentário!

%d blogueiros gostam disto: