Alcatraz

Por - Categoria: Califórnia, EUA, São Francisco

alcatraz-placaE chegamos ao nosso última dia em São Francisco…  Como já havia comentado antes, apesar de não estar nos nossos planos, acabamos tendo que deixar Alcatraz para esse último dia.

Tínhamos planejado sair cedo para pegarmos a estrada e irmos parando com calma à caminho de Cambria, onde pernoitaríamos. Maaaaassss, fiz uma coisa que não costumo fazer, deixei para comprar os tickets lá.

Não por esquecimento, mas como a previsão era chuva queríamos tentar comprar para um dia que não estivesse chovendo. E aí vem a primeira dica: comprem com antecedência na internet! Quase não conseguimos ir!

SF Alcatraz entrada
alcatraz-cabine-tickets

sf-alcatraz-ticket

Existem dois tipos de tour, o diurno e o noturno. As balsas saem para a ilha em horário marcados. Para voltar você pode pegar qualquer balsa. Só atentem para o horário da última balsa! Não deve ser nada agradável ser deixado na ilha… MEDO!

alcatraz-barca-2

alcatraz-barca

alcatraz-vista-barcaalcatraz-a-ilha

img_7089

 

Nós (leia-se eu) queríamos ter ido no tour noturno #GhostHunterFeelings, mas só nos restou o diurno mesmo. Os tours são diferentes.

No diurno você tem acesso a toda a área da prisão, interna e externa, um documentário curtinho sobre a prisão (em Inglês) e um áudio tour de 45 minutos no pavilhão das celas narrado por ex detentos e guardas (várias línguas, inclusive Português).

Já o noturno além disso tudo têm tour narrado desde a balsa e o dock até a prisão, programas especias e apresentações exclusivas. O preço e os dias disponíveis também são diferentes.

O diurno (diário) custa U$ 43,50 adulto/U$29,75 criança/U$41,50 sênior. O noturno (de quinta à segunda) U$ 50,50/U$33,25/U$47,50. Ambos os tours duram aproximadamente 2/12, 3 horas.

Caso você deixe para comprar os tickets lá, têm cabines de venda onde saem as balsas, no píer 33. Antes de eu falar como é o passeio aqui vão outras dicas:

  • Use sapatos confortáveis. Anda-se bastante e tem muitas subidas.
  • Mochilas e bolsas grandes não são permitidas e não há lockers no Pier 33.
  • Leve casaco! Principalmente se for no inverno. Se São Francisco já é frio, imagina lá!
  • Caso você opte por compra online e tiver optado por pegar o ticket lá, ele pode ser pego nas bilheterias. Você vai precisar de um documento com foto e do cartão que efetuou a compra.
  • Chegue com meia hora de antecedência.
  • O documento com foto pode ser exigido mesmo para quem compra na bilheteria ou imprime em casa o ticket.
  • Mais uma vez: atentem para o horário de volta das barcas!!!!!

Prontos para conhecer Alcatraz?

alcatraz-mapa

Antes um pouco sobre a prisão:

Alcatraz antes de ser uma prisão federal era uma base militar.

Somente em 1933 foi inaugurada a prisão federal de segurança máxima mais conhecida da história. Ela abrigou vários presos famosos entre eles, Al Capone.

A prisão foi fechada 29 anos depois em 1963 menos de um ano depois da famosa fuga, ou não, de Frank Morris e dos irmãos Anglin. Foram alegados altos custos de manutenção da prisão. Os três cavaram com colheres um buraco no tubo de ventilação das celas e fugiram pelos ductos até saírem do prédio e mergulharem na Baía. Eles construíram botes com capas de chuva roubadas da própria prisão. O plano demorou sete meses para ser executado e foram construídas cabeças com papel marché que eram colocadas nas camas enquanto eles cavavam e durante a fuga, só sendo descobertos na contagem da manhã seguinte.

alcatraz-grande-fuga-placa

alcatraz-grande-fuga-cabecas

alcatraz-grande-fuga-cela-1

Ao longo da história de Alcatraz 36 pessoas tentaram escapar, somente os 3 não foram achados. Até hoje especula-se se escaparam com vida ou não. Várias teorias afirmar que sim, uma deles diz até que estariam no Brasil!

Em 1969 um grupo de nativos americanos invadiu a ilha que não estava sendo ocupada sendo retirados dois anos depois.

Quando a chega chega a ilha somos recebidos por um ex presidiário faz uma pequena introdução sobre a história a prisão conhecida como The Rock (A Rocha). Depois disso temos a opção de assistir um pequeno documentário sobre os 29 anos de Alcatraz. Nessa área fica uma espécie de museu, com fotos e peças expostas.

 

alcatraz-chegando-na-ilha

alcatraz-exposicao-criancas

alcatraz-exposicao-armas

 

Depois disso seguimos ilha acima e vamos passando por várias áreas até chegarmos nos blocos de celas. Passamos pela caixa d’água que foi “pixada” pelos nativos americanos no momento da invasão, pela área onde era a casa dos guardas (eles moravam na ilha com suas famílias. Isso é inclusive relatado nessa primeira parte, como a prisão era um oásis de felicidade para as crianças) e até o necrotério.

alcatraz-caixa-dagua-indians

alcatraz-casa-dos-guardas

alcatraz-necroterio

Ao chegar no bloco das celas, a prisão propriamente dita, entramos pela sala onde os presos eram recebidos. Lá eles pegavam os uniformes, tinham os cabelos cortados e tomavam banho. Nessa sala podemos pegar nosso aparelhos para o áudio guia.

                                                                                     alcatraz-sala-da-chegada-dos-presosalcatraz-sala-da-chegada-chuveiros

Em seguida subimos as escadas e o tour começa. Basta ir seguindo as orientações faladas no áudio. É muito interessante. Como disse acima o tour é narrado por ex presidiários e ex guardas. Eles contam várias histórias, inclusive a da fuga de Frank Morris e os irmãos Anglin.

alcatraz-audio-tour

alcatraz-inicio-tour

alcatraz-inicio-tour-dentro

alcatraz-cela-2

alcatraz-celas

alcatraz-cela

alcatraz-area-de-visita

alcatraz-solitaria-placa

O tour termina onde era a casa do diretor, hoje apenas ruínas e uma vista incrível de São Francisco! Ficamos por volta de 3 horas na ilha.

 

alcatraz-casa-diretor

Claro que quando acaba a visitação, caímos em uma lojinha que vende de chaveiro à uniformes…

alcatraz-loja

 

De lá voltamos para nosso hotel para pegar as malas, o carro na Alamos e seguirmos viagem para Cambria.

Se gostamos e achamos que valeu a pena? Muito! Mas tem que gostar desse tipo de turismo, não são todas as pessoas que curtem…

 

Beijos e até o próximo!!!

Comments

comments

Daniela Schneider

Oi meu nome é Daniela. Sou carioca, dentista, mãe, esposa e atleta muito amadora RSRSRS. Amo viajar, comer bem e me divertir. Para mim, a viagem começa muito antes do embarque. Adoro pesquisar sobre o lugar que vamos viajar, sobre a cultura, os costumes, a comida... Sou muito organizada nas minhas viagens, faço roteiros, imprimo cupons, imprimo listas e coloco tudo numa pastinha! RSRSRSR Espero poder ajudar vocês, assim como ajudo meus amigos. É sempre um prazer dar dicas de lugares que amo!

Veja mais postagens desse autor →