Montevideo e Punta del Este – planejamento.

Por - Categoria: Uruguai

clip_image001

Olá viajantes!

Neste post vou falar do meu planejamento para a minha próxima viagem. O lugar não foi escolhido por acaso, eu já queria ir a muitos anos. Na verdade seria voltar, pois é a cidade onde nasci. Saí muito cedo de lá e nunca mais voltei, por isso decidi, vou de qualquer jeito e tem que ser agora! Foi assim mesmo!

Naquele dia eu tinha recebido um e-mail daqueles que oferecem viagens extremamente baratas (que dá até para desconfiar, e tem que desconfiar mesmo!). Resolvi procurar em um site mais confiável e ver se realmente estava aquele valor e para minha surpresa estava apenas um pouco mais caro.

Nunca tinha ficado responsável por organizar uma viagem, sempre tinha alguém que tomava a frente e fazia isto. Mas desta vez foi por minha conta! Decidi que iria e comecei a pesquisar. Hotel, empresa aérea estas foram as duas primeiras pesquisas para poder fechar o pacote.

Para companheira de viagem requisitei minha mãe, já que a data escolhida não era favorável a viagem para a maioria das pessoas. Como ela já morou bastante tempo por lá seria uma ótima guia também! Ela está ajudando bastante com o planejamento.

Hotel em Montevideo:

Em Montevideo existem várias opções de hospedagem. Você pode se hospedar com os mais variados valores. Como a ideia era gastar o mínimo necessário para uma boa viagem, resolvi escolher um hotel com preço razoável e que tivesse serviços que me interessassem como café da manhã, estacionamento gratuito e wi-fi (claro!). Pesquisei no trip advisor e não vi muitas reclamações do hotel escolhido.

O hotel escolhido, Cristal Palace Hotel, é 4 estrelas e localizado na Av. 18 de Julio, principal rua de comércio de Montevideo, bem próximo a vários pontos turísticos. Segue o link do hotel. Quando voltar darei minha opinião sobre o hotel.

Quanto à localização preferi a proximidade com a Ciudad Vieja e que não ficasse distante dos locais que quero ver, não por serem turísticos, mas por fazerem parte da minha história.

Companhia aérea:

Pelo site que fiz a reserva foram passadas duas opções de companhias aéreas, a GOL e a TAM. A Gol estava um pouco mais barata, mas saindo do Rio de Janeiro era obrigatória uma escala em São Paulo de 6 horas. Não gostei nadinha disto! Como em uma viagem de 3 horas e pouco vou fazer uma escala de 6 horas? Não faz sentido nenhum. A TAM oferecia voo direto por um pouco a mais, claro que escolhi a TAM. Apesar de não ganhar as milhas que já acumulo no programa da GOL.

Bom, até agora a principal parte já estava reservada, hotel e voo. Não tem mais volta, o jeito é começar a planejar o roteiro!!

E agora? O que fazer por lá?

Como já tem muitos anos que saímos de Montevideo resolvemos pesquisar e descobrir o que tinha para visitar por lá. Nesta pesquisa lembramos de Punta del Este, aí surgiu a dúvida: ir ou não ir? Afinal, serão apenas 5 dias de viagem. Não ficaria muito corrido? O que deixaríamos de ver em Montevideo para ir um dia a Punta? E em Punta, um dia seria suficiente?

Depois de muito pensar, decidimos ir a Punta, um bate-volta, apenas um dia para não perder a oportunidade. Novas dúvidas surgiram. Para ir a Punta você pode ir de ônibus saindo de Montevideo de vários pontos da cidade (inclusive direto do aeroporto) ou alugar um carro e ir por conta própria.

Muitos fatores levaram para a escolha pelo aluguel de carro: passo mal em viagens de ônibus, teríamos maior mobilidade em Punta, flexibilidade de horário para ida e volta (sem depender de horários de ônibus), pegando o carro na chegada a Montevideo, no aeroporto, economizaríamos um taxi, o hotel tem estacionamento gratuito. Por estes motivos alugamos um carro.

– Sobre o aluguel de carro:

Resolvido pelo aluguel de carro fomos pesquisar as empresas, olhei várias, mas apesar de um pouco mais cara a que me passou mais confiança foi a Avis e fechei com ela. Inclusive pela facilidade de fazer a reserva pelo telefone e pagar com cartão de crédito em até 3 vezes, o valor é em dólar, mas é transformado em real e no cartão de crédito entra como real. Você faz a reserva pelo telefone e em seguida recebe um e-mail com o número e todos os dados da reserva. Outro fator que me levou a escolher a Avis foi que o local para entrega do carro (já que não vou ficar com o carro todos os dias da viagem) é a dois quarteirões do hotel escolhido, o que não me faria perder muito tempo para devolução. Escolhemos um carro básico, mas com ar condicionado (não vivo sem ele!). Aliás, o rapaz da Avis falou que todos os carros para aluguel no Uruguay tem que ter ar. Carro reservado!

Lugares para visitar em Montevideo:

clip_image003 Puerta de la Ciudadela: resquício da cidade murada de Montevidéu

– Av. 18 de Julio: importante avenida de comércio:

– Mirador Panorámico de la Intendencia: vista da cidade do alto do edifício da prefeitura. O mirante fica no 22º andar. Pode ser visitado de segunda à sexta, de 10:30 às 12:00 e das 13:30 às 3:30pm. A entrada é gratuita. Procure subir pelo elevador panorâmico, que já antecipa a beleza da vista. Endereço: Intendencia de Montevideo, Av. 18 de Julio 1360. Link para confirmar o horário de funcionamento.

– Fuente de los Candados: fonte pitoresca e romântica na qual se você deixar um cadeado com as iniciais dos dois amantes, conta a lenda que os dois ficarão juntos para sempre.

– City Tour: Bus Turístico em Montevideo. Ônibus turístico de dois andares que faz 10 paradas em pontos distintos da cidade, tendo o tíquete valido (pode ser comprado o de 24 horas ou o de 48 horas) o viajante pode subir e descer quantas vezes quiser.

Estas são as paradas:

0 – Rambla 25 de Agosto de 1825 esq. peatonal Yacaré (frente a la salida del puerto);

1 – Ciudad Vieja: Juncal y Sarandí

2 – Explanada de la Intendencia

3 – Palacio Legislativo, frente al anexo

4 – Prado: Jardín Botánico, frente al centro cultural La Casita

5 – Tres Cruces: Goes, y Bv. Artigas

6 – Estadio Centenario: Av. Ricaldoni, frente al Museo del Fútbol

7 – Montevideo Shopping, Av. L. A. de Herrera y Lamas

8 – Punta Carretas Shopping: J. Ellauri entre S. García y J. Núñez

9 – Parque Rodó: rambla Wilson y J. Requena

10 – Retorno a la Parada 0.

O circuito completo leva 2 horas e 15 minutos e oferece guia em vários idiomas, inclusive português. Os boletos podem ser comprados em agências de turismo, nos hotéis.

– Ciudad Vieja: melhor visitar durante a semana ou no sábado pela manhã, pois as lojas fecham no sábado a tarde e as ruas ficam mais vazias. Passeio por ruas de pedestres para apreciar a arquitetura e a história da cidade. Pode-se fazer a caminhada desde a Plaza Independencia até o Mercado del Puerto, são 1,5 km. O que ver?

– Teatro Solis: programe a visita guiada, aqui informações de preço e horários das visitas.

– Mercado del Puerto: deixe para ir próximo ao horário do almoço para você experimentar o legítimo churrasco uruguaio vendo as carnes sendo assadas em grelhas à sua frente.

– Museo Torres Garcia: informações aqui.

– Museo del Carnaval: divulgação e exposição de objetos relacionados a esta grande festa do Uruguay. Informações aqui. Visitantes do Mercosul tem desconto na entrada. Saiba um pouco mais sobre o Carnaval do Uruguay neste post do nosso Blog.

– Cabildo: construção colonial que abriga um museu histórico municipal.

– Museo Casa de Rivera: residência do primeiro presidente da República Oriental del Uruguay, hoje mostra exposições relacionadas a história Uruguaia desde a pré-história até 1830. Mais informações aqui.

– Catedral Metropolitana de Montevideo: na Plaza Matriz.

– Plaza Independencia: onde se encontra o Palácio Salvo (antiga sede do governo) e o Mausoleu de Artigas onde estão guardados os restos mortais do general que proclamou a independência do Uruguai.

– Puerta de la Ciudadela: resquício da cidade murada de Montevidéu.

– Complexo Museu Histórico Nacional: na Plaza Zabala existem várias Casas para serem visitadas: a Rivera, a Lavalleja, a Garibaldi ou Museo Romantico e o Palacio Tarranco. Apreciar a arquitetura.

– Parque Rodo: é um dos parques mais populares da cidade, com uma grande área verde para passeios. Existe um parque de diversões montado lá. Comer churros! Oba!

– Estádio Centenário – Museo del Fútbol: não pretendemos ir, talvez se der tempo.

– Jardin Botanico: paraíso verde com 13 km de extensão. Próximo pode-se conhecer o Museo Blanes e o Jardim Japonês. Um espaço importante é o El Rosedal que abriga uma ampla variedade de rosas nos canteiros que rodeiam a fonte central. No Jardim Botanico há visitas guiadas gratuitas de segunda a sexta de 9 às 11h e de 14 às 16h, e sábados e domingos de 10:30 às 14:30h.

– Fortaleza e Museo del Cerro ou Museo Militar General Artigas: exposição mostra a evolução histórica dos armamentos nacionais. Mais informações aqui.

– Playas: são praias de rio (Rio da Prata), mas parecem verdadeiras praias. Aproveite para apreciar o por do sol.

– Feira Tristan Navajo: aos domingos. Podem-se comprar produtos frescos e antiguidades.

– Pocitos: bairro moderno com a praia mais famosa de Montevideo, com muitos restaurantes e lanchonetes onde se pode apreciar o famoso chivito (sanduiche tradicional).

– Compras: além da Av. 18 de Julio existem muitos Shoppings pela cidade.

– Montevideo Shopping: informações aqui.

– Punta Carretas Shopping: situado onde antigamente era uma prisão. Informações aqui.

– Tres Cruces: Shopping e estação de ônibus. Informações aqui.

Punta del Este: O que fazer por lá?

clip_image004

A 130 km de Montevideo. Uma península, de um lado chamada de Praya Brava (leste) e do outro chamado de Playa Mansa (oeste). Brisa fresca soprando o dia todo! Agito até de madrugada, principalmente no verão.

– Los Dedos: na Praia Brava

– Casa Pueblo: é a antiga casa de verão do artista uruguaio Carlos Páez Vilaró, tem um museu, uma galeria de arte e um hotel. Fica em Punta Ballena próximo a Punta del Este. Pode-se jantar assistindo o pôr-do-sol do restaurante.

– Casino: você pode visitar os cassinos

– Playas: de todos os tipos, para descansar, para família, para badalar.

– Brava: mais para esportes radicais por causa dos ventos.

– Mansa: mais familiar, pôr-do-sol maravilhoso, águas calmas.

– Excursão à Ilha Gorritis: uma simpática ilhota em frente às praias mansas. Há passeios de barco que duram um dia. Boa opção para um picnic e para uma visão interessante de Punta.

– Andar a cavalo no Parque El Jaguel: pode-se conhecer a parte interna da península no lombo de um corcel. Há cavalos de qualidade razoável e até mesmo passeios na praia, ao luar, podem ser arranjados.

Algumas indicações gastronômicas: tomar um sorvete do Freddo, comer pancho (hot-dog) e choclo (milho verde) nas praias.

Na minha pesquisa vi sempre comentários falando da educação e atenção dos uruguaios, do desejo de sempre ajudar o viajante. Sempre que pedi informações em sites uruguaios fui muito bem tratada e respondida com rapidez e cordialidade.

Existe a Policia Turística que está presente na Ciudad Vieja e para a qual você pode pedir qualquer tipo de informação sobre lugar ou destino.

A segurança é alta, pode-se andar com tranquilidade, mas, como em qualquer outra parte do Mundo, deve-se ter precaução com seus pertences pessoais.

Bom! Pesquisa feita! Agora é partir para o meu roteiro, o que eu realmente pretendo fazer na minha viagem. Mas este é assunto para o próximo post. Até lá!

by Adriana Ramos

obs: leia também várias dicas nos comentários e nos outros posts da série Montevideo e Punta del Este – roteiro e relatos (5)

Comments

comments